Quem Somos Nós:

O Coletivo de Educação Popular Jacuba se propõe a construir coletivamente e desenvolver um espaço de organização e participação comunitária com foco na transformação social ampla e emancipadora. Auxiliado por uma pedagogia com referencia no trabalhador, pretendemos propiciar um espaço educativo para o debate, a organização, a reflexão crítica e a luta política, que combata toda forma de exploração, opressão, dominação e alienação.

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

PLANTIO DA HORTA COMUNITÁRIA DO CAC


Da boa tradição das hortas do quintal ao resgate da relação com a natureza, a recreação e os vínculos desta atividade com a educação ambiental,desde o simples ato de produzir alimentos sem uso de substância tóxicas a contribuição ao processo de consciência sócio-ambiental são os resultados que podem ser extraídos das atividades da horta comunitária.
A proposta é a de possibilitar que a comunidade venha a produzir hortaliças a um baixo custo e de boa qualidade, sem uso de agrotóxicos e fertilizantes químicos, além de proporcionar o aumento no consumo de hortaliças na dieta alimentar, tornar os participantes capazes de organizar sustentabilidade do projeto e através de ações educativas promover a saúde da população como um todo.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

HORTOCINE APRESENTA: FILME DE AMOR - DIA 21 DE OUTUBRO ÀS 19H NO CAC - CENTRO DE ARTE E CULTURA


Filme de Amor
De Júlio Bressane

Gênero: Drama
Tempo Duração: 90min.
País origem: Brasil
Ano Exibição: 2004
Distribuidora: Rio Filme

Sinopse

Três amigos ­ Hilda, Matilda e Gaspar ­ populares e suburbanos, encontram-se no fim de semana em um pequeno e pobre apartamento no centro da cidade para estarem juntos, conversar, beber e sentir prazer.
Algum prazer. Hiato em uma rotina dura e medíocre. Os três amigos pobres, inteligentes e de sensibilidade incomum, projetam seu imaginário em uma espécie de sonho ­ embriaguez que os eleva a um estado de espírito para além do insalubre, do insuficiente, do insulso, dia a dia.
Este encontro, contra-ponto amoroso à raiva cotidiana, é um antídoto a banalização da existência e um clamor à vida, maneira sutil e intensa, de estar presente no mundo.


Realização:
O Corujão - Escola Livre de Filosofia
CEP Jacuba

www.cinemaemmovimento.blogspot.com

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

sábado, 10 de outubro de 2009

terça-feira, 6 de outubro de 2009

HORTOCINE APRESENTA DIA 07 DE OUTUBRO - O VENENO DA MADRUGADA

Um filme de Ruy Guerra

SINOPSE:
O Veneno da Madrugada

A chuva constante e a lama fazem parte do cotidiano dos habitantes de um povoado localizado em algum lugar da América do Sul. As várias construções decadentes revelam a expectativa do progresso no passado, que não se realizou. A estagnação do povoado sofre um abalo quando diversos bilhetes anônimos são espalhados por toda a cidade, denunciando traições amorosas e políticas, assassinatos, romances secretos e segredos de família envolvendo filhos bastardos. Todos os cidadãos, dos mais poderosos aos mais humildes, sentem-se ameaçados pela invasão de bilhetes, sendo que ninguém sabe quem foi seu autor. Ao longo das 24 horas seguintes a violência explode na cidade, fazendo com que a hipocrisia local seja desmascarada.

Ficha Técnica
Título Original: O Veneno da Madrugada
Gênero: Drama
Duração: 118 min.
Lançamento (Brasil): 2006
Distribuição: UIP
Direção: Ruy Guerra
Roteiro: Ruy Guerra e Tairone Ferrosa, com colaboração de Leonardo Gundel e baseado em livro de Gabriel Garcia Márquez
Produção: Bruno Stroppiana
Co-produção: Lagoa Cultural Ltda., Sky Light Cinema Foto e Art Ltda., UIP, Arca Difusión S.A. e MGN Filmes Ltda.
Música: Guilherme Vaz
Fotografia: Walter Carvalho
Desenho de Produção: Fernando Zagallo
Direção de arte: Marcos Flaksman
Figurino: Kika Lopes
Edição: Mair Tavares

Elenco
Leonardo Medeiros (Alcaide)
Juliana Carneiro (Viúva Assis)
Fábio Sabag (Padre Angel)
Zózimo Bulbul (Carmichael)
Jean Pierre Noher (César Monteiro)
Rejane Arruda (Rosário)
Luah Galvão (Cassandra)
Nílton Bicudo (Juiz Arcádio)
Danielle Barros (Trinidade)
Maria João Bastos (Rebeca Assis)
Amir Haddad (Dom Sabas)
Emílio de Melo (Roberto Assis)
Murilo Grossi (Dr. Giraldo)
Rui Resende (Dentista)
Antônio Melo (Dom Roque)
Fernando Alves Pinho (Nestor)
Luís Luque (Aristóteles Messina)
Mário Paulucci (Comandante)
Chico Tenreiro (Secretário)
Rui Polonah (Farmacêutico)
Tonico Pereira (Barbeiro)
Fabiano Costa (Anão)


Realização:
O Corujão - Escola Livre de Filosofia
CEP Jacuba